Luta Classista

outubro 31, 2008

CUT, Força Sindical e demais centrais pelegas executam manobras para desviar a atenção e respaldar a política antipovo do governo

Filed under: 1 — lutaclassista @ 2:41 pm

Lula chora em enterro de pelego da Farsa Sindical e diz que “é perda irreparável”.

A CUT e a Força Sindical encabeçam manobras diversionistas para desviar a atenção do arrocho salarial e outros golpes praticados pelo governo. Isso aconteceu por ocasião da falsa “campanha pela valorização do salário mínimo”; do “trabalho aos domingos no comércio”, etc.

Alçados à gerência central do Brasil, Lula e os oportunistas do PT, Pecedobê, etc., junto com CUT, Força Sindical, CTB, CGTB, CMP, a cúpula do MST, etc., se tornaram os melhores instrumentos para os grupos econômicos imperialistas, da burguesia e latifúndio, golpearem os direitos dos trabalhadores e o povo.

Os pelegos, financiados por empresas e pelo governo, fazem falsas mobilizações para respaldar a sua política antioperária, mostrar protagonismo e desviar a atenção das lutas que deveriam ser levadas à efeito.

Exemplos atuais das manobras e armadilhas do governo/centrais:

– Campanha por uma suposta redução da jornada de trabalho e pela aprovação de duas convenções da OIT (agência da imperialista ONU);

– Campanha pela licença-maternidade de 180 dias. Na verdade, a ampliação da licença, atualmente de 120 dias, é facultativa aos patrões e sua aplicação depende do interesse das empresas receberem em troca uma isenção fiscal;

– Propalado aumento do piso salarial nacional dos professores públicos para R$ 950,00. Escondem que o piso depende de aprovação de estados e municípios, têm inicio de vigência previsto na lei é em janeiro/2010, a carga horária é aumentada para 40 horas semanais, e ainda são retirados os direitos adquiridos de quem receber esse piso (biênio, qüinqüênio, pó de giz, etc.);

– Apoio a mentirosa pesquisa da FGV e do IPEA (Instituto Econômico do governo) que divulga uma suposta redução da pobreza e classifica como sendo de classe média as famílias com renda mensal acima de R$ 1.064,00 ou renda por pessoa de R$ 214,00. Essa é uma mentira descarada. O valor de R$1.064,00 está muito abaixo do salário mínimo estabelecido na Constituição, que segundo cálculo do DIEESE, no mês de setembro/2008 teria de ser equivalente a R$ 1.971,55;

– Preparação pela governista CUT em conjunto com as outras centrais pelegas, da “5ª Marcha Nacional da Classe Trabalhadora à Brasília”, prevista para a primeira quinzena de dezembro. Estas “marchas” são financiadas pelo governo que banca os custos com transporte, diárias, hotéis e até com remuneração de ativistas.

CUT e Força Sindical estão como unha e carne na traição e no roubo

A CUT e Lula, que antes tanto criticavam a Força Sindical, hoje estão como unha e carne. Medeiros, fundador da Força Sindical, ocupa posto chave no ministério do trabalho do governo do fundador da CUT.

Todos esses pelegos estão irmanados em propagar o sindicalismo de conciliação de classes, o sindicalismo de negócios, de traição e de eleitoralismo. Paulinho, atual presidente da Força Sindical e deputado federal, só tece elogios e faz proposições a esse governo do mensalão; sendo que ele também protagoniza escândalo de desvio de recursos do BNDES.

O pelego-mor Lula compareceu ao velório do vice-presidente da Força Sindical e presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, Eleno José Bezerra, dia 21 de setembro e ressaltou a “importância” desse pelego (também envolvido na tramóia do BNDES). Lula disse ainda: “É uma perda irreparável para o movimento sindical brasileiro e para os trabalhadores brasileiros”.

As contradições entre CUT e Força Sindical sempre foram de caráter eleitoreiro, seja na disputa mafiosa pelo controle da máquina dos sindicatos, seja na disputa para galgar cargos no aparato do Estado através da participação na farsa eleitoral.

A CUT, desde sua fundação, é trampolim eleitoral do PT, e hoje sustentáculo do governo Lula.

Já a Força Sindical, criada como aparato do governo Collor, fez o jogo do governo FHC e atualmente o de Lula. Durante os momentos mais críticos de exposição do escândalo de corrupção de Paulinho, em maio/2008, as centrais protagonizaram várias manifestações de solidariedade a esse pelego corrupto.

Os trabalhadores e as lideranças sindicais combativas devem repudiar cada vez mais esses instrumentos de conciliação e corrupção, que são a CUT, Força Sindical e congêneres.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: