Luta Classista

outubro 31, 2008

Abaixo o ataque aos direitos dos trabalhadores

Filed under: 1 — lutaclassista @ 2:21 pm

Governo Lula é serviçal do FMI – Banco Mundial, burguesia e latifúndio

Lula, ministro Carlos Lupi e pelegos da CUT, Arthur Henrique da Força Sindical, Heleno Bezerra, da NCST, José Calixto Ramos, da CGTB, Antônio Neto, da CTB, Wagner Gomes, da UGT, Ricardo Patah, pactuam cortes de direitos

As ordens do FMI/Banco Mundial e o interesse dos grupos capitalistas para implementação das reformas são evidentes. No último relatório sobre o Brasil, divulgado no último dia 8/08, o FMI insiste para que o governo acelere e aprofunde a agenda de “reformas estruturais” e cobra mais cortes de gastos públicos. O Banco Mundial também divulga relatórios falaciosos sobre a existência de “rígida legislação trabalhista” no Brasil e cobra mais flexibilização e a conclusão do trabalho inacabado de Lula.

Em entrevista a revista “Exame”, dia 10/7/08, o gerente Luiz Inácio reafirmou a defesa da reforma da Previdência, disse que atualmente o trabalho é “menos penoso, menos insalubre” e que “dá para flexibilizar” a legislação trabalhista.  “É um processo de convencimento. Mas chegaremos lá”, assinalou o pelego-mor. Luiz Inácio faz o discurso que interessa aos grandes empresários e fala que os jovens não têm emprego “porque é caro para muitas empresas contratar.” Alega que o tema das reformas é muito difícil e que é preciso criar as condições políticas para fazer “a reforma que os presidentes Fernando Henrique Cardoso e José Sarney gostariam de ter feito”.

“Cirandinha” no Congresso de apoio ao corrupto Paulinho

“Cirandinha” no Congresso de apoio ao corrupto Paulinho

No dia 17 de maio, no Palácio do Planalto, durante abertura da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, Luiz Inácio defendeu “a necessidade das reformas política, tributária, trabalhista e previdenciária”. O pelego-presidente afirmou sobre a reforma da Previdência: “A reforma da Previdência Social é necessária. Não vamos resolver o problema dela hoje não”, disse. Destacou a importância de uma reforma trabalhista, já que, segundo ele, “o mundo do trabalho mudou” desde 1943, data da legislação em vigor no país. “Longe de mim tirar direito do trabalhador. Se não puder dar, tirar não tiro”, ressaltou o demagogo.

Cabe ao movimento sindical combativo e ativistas populares levantar um grande movimento de lutas e protestos contra a retirada de direitos.

Preparar a GREVE GERAL!

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: