Luta Classista

outubro 30, 2008

Trabalhadores em Educação de Minas enfrentam repressão do governo Aécio e desmascaram pelegos da CUT/Sind-UTE

Filed under: 1 — lutaclassista @ 7:01 pm

 

Trabalhadores em educação da rede estadual de Minas se mobilizam massivamente mas precisam tirar os pelegos do Sind-UTE para arrancar conquistas

Professores e estudantes não se intimidaram com a violência e covardia da segurança e da tropa de choque acionada pelo governo e deputados para reprimir a justa greve

 

 

 

 

 

 

 

 

Com duração de 29 dias, a combativa greve dos trabalhadores em educação da rede estadual de ensino de Minas Gerais repudiou o arrocho salarial imposto pelo governo reacionário do playboy Aécio Neves. Manifestações combativas e assembléias massivas marcaram todo o período da greve, numa forte demonstração de revolta contra os quase 15 anos sem melhorias salariais e a crescente precarização das condições de trabalho. Durante a greve, o movimento de oposição à direção pelega do Sind-UTE (Sindicato Único dos Trabalhadores na Educação), sob a vanguarda do MEP (Movimento pela Educação Popular), realizou várias ações: ocupação da Secretaria Estadual de Educação, paralisação da BR-381, ocupação da Assembléia Legislativa, etc.No dia 23 de setembro, em uma assembléia com a presença de mais de 2.000 professores, a direção pelega do Sind-UTE, vinculada ao PT e com alianças eleitoreiras com o governo Aécio, quis acabar com a greve, mas os professores votaram pela continuidade e decidiram entrar no prédio da Assembléia Legislativa para pressionar os deputados e o governo estadual. Uma barreira composta por seguranças e a tropa de choque da PM foi formada para impedir o acesso na mal chamada “casa do povo”. Estes agrediram os professores, desferindo cacetadas, socos e até jogaram gás de pimenta nos manifestantes. Uma professora quase foi enforcada e os professores reagiram com firmeza, resgatando-a das patas dos seguranças e policiais, revidando as agressões. Na confusão, os vidros da porta de entrada e do saguão da Assembléia estilhaçaram-se. Os profissionais da educação ficaram indignados com a covardia perpetrada pela Assembléia Legislativa e o Governo do Estado. Momentos antes, a massa de professores tinha posto para correr o dirigente da CUT, José Celestino (vulgo Tino), que convocava a debandada do prédio, tentando aterrorizar com a intervenção da tropa de choque. Ele saiu correndo, sob os gritos de: “Fora covarde!” “Fora pelego!”

 

A presidente pelega do Sind-UTE, Maria Inêz Camargos, deu declarações à imprensa chamando os professores e estudantes de baderneiros e que a entidade não tinha nada a ver com o ocorrido na Assembléia.

No período em que ocorreu a greve, o governo ameaçou com cortes no salário, demissão dos designados e efetivados e usou a falácia de pagamento do tal “abono por produtividade”. Os professores rechaçaram esta gratificação, pois tal política é para dividir a categoria e coloca a força de trabalho, o esforço acadêmico e a dedicação ao aprendizado como meras mercadorias.

No dia 26 ocorreu uma nova assembléia. A direção do Sind-UTE, instigada pela aliança entre PT e Aécio, fez todo tipo de manobra para acabar com a greve: desmobilizou as escolas, divulgou avisos prévios de fim da greve nesta data, cerceou a palavra no carro de som e manipulou o resultado da votação da assembléia. Apesar de metade dos professores presentes terem votado pela continuidade da greve, a direção pelega do Sind-UTE declarou aprovado o fim da paralisação.

Abaixo o peleguismo e a traição!

Viva a luta classista e combativa!

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: