Luta Classista

outubro 30, 2008

Governos “populares” são embuste

Filed under: 1 — Tags: — lutaclassista @ 1:43 pm

A maioria dos atuais governos eleitos nos países da América Latina se auto proclamam governos “populares” e de “esquerda” mas não passam de embustes. Fazem discursos contra os EUA e proclamam arengas de independência nacional, mas são lacaios dos ianques e também se aliam à outras potências imperialistas.

Povo reage contra a repressão das policias dos governos oportunistas que continuam

Povo reage contra a repressão das polícias dos governos oportunistas que continuam a atacar os trabalhadores, como no caso da gerência Evo Morales, na Bolívia

Anunciam medidas demagógicas em defesa dos direitos do povo de seus respectivos países, porém na prática aplicam as contra-reformas ditadas pelo Banco Mundial e FMI que retiram direitos dos trabalhadores e favorecem banqueiros, a burguesia e latifundiários.

Não passam de embustes os governos de Luiz Inácio no Brasil, Hugo Chávez na Venezuela, o casal Kirchner na Argentina, Evo Morales na Bolívia, Tabaré Vázquez no Uruguai, Michele Bachelet no Chile, Rafael Corrêa no Equador, Alan Garcia no Peru, Daniel Ortega na Nicarágua e, agora, o bispo Fernando Lugo no Paraguai. A exemplo de Lula, todos fizeram promessas mentirosas para angariar votos e depois de eleitos traíram o povo e presentearam com recursos e as melhores terras para os latifundiários, fartos financiamentos para os burgueses, todas vantagens e lucros recordes para os banqueiros. Entregam toda a riqueza nacional nas garras dos monopólios.

A eleição de governos ditos de “esquerda” é a estratégia mais usada atualmente pelos imperialistas para aprofundar a dominação sobre os povos da América Latina, o controle da Amazônia e das riquezas naturais.

A tão falada nacionalização do gás e do petróleo na Bolívia não passa de propaganda falaciosa e discursos demagógicos do presidente Evo       Morales. O que a grande imprensa monopolista chama de nacionalização é a mera

re-negociação dos tributos e royalties cobrados das grandes transnacionais. Estas continuam a explorar e lucrar com os recursos do país.

A crise atual na Bolívia é causada pela disputa entre os grupos de poder pelo controle da exploração do gás e do petróleo. É a pugna entre as diferentes frações das classes dominantes locais e seus respectivos grupos monopolistas de mandatários internacionais. No centro desta contenda está a burguesia burocrática representada pelo governo de Evo Morales e deputados do MAS (querem impor uma nova constituição e reforma política que favoreça seus interesses), e a burguesia compradora e latifundiários representada pelos governadores da “Meia Lua”(Estados de Pando, Beni, Santa Cruz, Chuquisaca e Tarija). – querem maior poder político e controle econômico.

Evo traiu a sua principal promessa de campanha, a da nacionalização e industrialização do gás e petróleo, além da reforma agrária. Acirra-se a disputa entre os grupos de poder que provocam enfrentamentos entre diferentes setores da população, usados como “bucha de canhão”. Recentemente, esse conflito causou a morte de 30 pessoas e centenas ficaram feridas.

O povo boliviano e os demais povos da América Latina, amargam com as altas no preço dos alimentos, o desemprego, além da brutal exploração e repressão do Estado e bandos de para-militares.

A saída para o povo boliviano bem como para todos os povos da América Latina é construir um verdadeiro campo de luta popular independente dos governos da falsa esquerda oportunista. Construir organizações classistas e revolucionárias diferentes daquelas dos que tem um pé dentro do governo e outro fora. 

É necessário o avanço da união e da luta dos operários e camponeses em cada país do continente. Romper a camisa de força do reformismo e do eleitoralismo para liberar a energia revolucionária dos trabalhadores e povo pobre e assim derrotar os respectivos governos e o imperialismo.

Viva a luta classista e combativa!

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: