Luta Classista

setembro 19, 2007

Greve de Metroviários sacode São Paulo

Filed under: Sem categoria — lutaclassista @ 4:24 pm

pag-4a.jpg

 

Uma vigorosa greve dos metroviários sacudiu e parou São Paulo nos dias 2 e 3 de agosto. A paralisação contou com a participação maciça dos metroviários, nem precisaram ser usados piquetes, todos trabalhadores do metrô demonstraram a revolta contra a direçãoda empresa e a convicção da necessidade da greve exigindo o pagamento da participação nos lucros igualmente para todos funcionários. Nem as manobras feitas pela pelega direção do Sindicato, comandando pelo Pecedobê e PT, conseguiram deter a disposição de lutas da massa.

pag-4b.jpg

Histeria da imprensa contra o direito de greve

A imprensa reacionária fez uma campanha histérica contra a greve. Emissoras de televisão, rádios, jornais, propagavam que a cidade enfrentava dias de caos, que os cidadãos paulistanos estavam expostos a filas intermináveis, falta de informação e catracas desligadas nas estações superlotadas, com disputas por lugares em ônibus e trens. Já sobre a justeza das reivindicações dos trabalhadores e da deflagração da greve como única forma de luta para combater as injustiças, o monopólio de imprensa não falou nada. Os meios de imprensa, ecoando o temor da burguesia e seu governo de plantão contra a força do movimento que paralizou o principal centro econômico do país, bradava contrao direito de greve e defendia a decretação da abusividade do movimento.

Terror da justiça do trabalho e do governo Serra contra os metroviários

O governo Serra e a justiça do Trabalho fizeram uma onda de terrorismo contra os metroviários. O Tribunal Regional do Trabalho considerou a greve abusiva, determinou o retorno imediato da categoria e multa de R$ 100 mil por dia de paralisação. A juíza Cátia Lungov pediu também mais repressão e recomendou que “a Secretaria da Segurança Pública do Estado crie um grupo especial para lidar com tumultos nas estações do metrô.” O governador José Serra mostrou todo ódio contra os trabalhadores e disse que a greve era um abuso e que demitiria metroviários mesmo com o fim de greve. Ele considerou “insensata” a reivindicação dos grevistas de participação nos lucros da companhia e teve o descaramento de afirmar que o metrô que transporta mais de 6 milhões de passageiros por dia dá prejuízos. Serra desencadeou uma verdadeira onda deperseguições, demitindo mais de 60 trabalhadores que participaram da greve, inclusive funcionários com mais de vinte anos de trabalho.

Oportunistas se borram e mais uma vez traem os trabalhadores

Durante audiência no Tribunal, dois dias antes da paralisação, o Sindicato dos Metroviários havia se comprometido, em adiar a greve por uma semana e retomar as negociações com o Metrô. Em assembléia, entretanto, os metroviários passaram por cima da direção pelega e decidiram pela paralisação. Menos de 48 horas depois da deflagração da combativa greve, a direção oportunista do Sindicato e a oposição (Conlutas), com mêdo da explosividade do movimento, da combatividade das massas e diante do terror feito pelo governo Serra e Justiça do Trabalho, passaram a defender a volta ao serviço. A Conlutas fez o jogo dos traidores e usou o mesmo discurso de capitulação da diretoria, que “acorrelação de forças era desfavorável para os trabalhadores”. Ao contrário de persistir na luta, os pelegos tremeram e traíram a classe.

Greve dos metroviários reforçao caminho da luta

Passando por cima dos oportunistas e traidores, esta combativa greve mostra mais uma vez a força poderosa da classe operária. Tudo pára se seus braços vigorosos são cruzados. O caminho para conquistarmos os nossos direitos é o da luta e não o da conciliação!

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: